Como cobrar inquilinos inadimplentes?

Um dos maiores problemas enfrentados pelos síndicos é a cobrança de condomínio e a consequente inadimplência. Mesmo com uma equipe qualificada, experiência em gestão e organização financeira, fatores como a instabilidade econômica reforçam os obstáculos em lidar com este problema.

Mas o que podemos fazer para resolver esta situação?

A solução não é difícil, mas é preciso atenção, comprometimento e criatividade. Neste eBook, falaremos sobre sugestões de gestão que vão ajudar você no desafio de cobrar e lidar com moradores inadimplentes!

Crie uma conta bancária jurídica

Crie uma conta bancária jurídica

Para criar uma conta bancária jurídica em nome do condomínio, é necessário que seja constituído um CNPJ para o mesmo. Isso contribui na organização e evita confusões na gestão.

Descontos são bem-vindos!

Descontos são bem-vindos!

O desconto em condomínio é uma sugestão bastante eficiente, pois realmente funciona.
O gestor poderá estabelecer um desconto de até 10% para quem pagar o boleto antes de seu vencimento. Esta prática, comprovada em vários condomínios, cria um benefício para quem paga antecipado e proporciona uma maior segurança ao condomínio para pagamento das despesas ordinárias imediatas.

Conte com a ajuda de um contador

Conte com a ajuda de um contador

Uma contabilidade eficiente auxilia bastante o gestor de condomínio, ao formatar os boletos em data ideais para recebimento, com multas legais e descontos que ajudarão a estimular o condômino a pagar a taxa de condomínio em dia.

Organização é fundamental

Primeiramente, a organização do condomínio é fundamental. O síndico deverá observar e acompanhar toda a arrecadação do condomínio, para que a conta não se torne deficitária.

Arrecadar mais do que o valor para pagamento das despesas ordinária e reservar 10% para o fundo de reserva pela sobra de arrecadação mensalmente já é um bom começo.

Mas como criar ações e estratégias que tornem possível essa organização?

Saiba mais
dashboard
dashboard
dashboard

Estatísticas

Elabore uma estatística para verificação do número de pagamentos atrasados e dos condôminos que não efetuaram o pagamento do condomínio.

Inadimplência

Em caso de reincidência, pode ser cobrada uma multa proporcional, preferencialmente, se houver previsão na convenção de condomínio.

Multas e juros

Uma das soluções é a aplicação de multa de 2% e juros de até 1% ao mês ou, conforme a convenção determinar.

Transparência entre síndicos e moradores

A solução não é difícil, mas é preciso atenção, É importante uma conexão mais próxima entre síndico, conselho fiscal e condôminos, e transparência nas reuniões de condomínio, para informar os detalhes sobre a os índices de inadimplência no condomínio. Caso, o índice seja superior à 5%, é importante que se reveja os métodos utilizados para recuperar os valores perdidos, não quitados pelos inadimplentes.

Lembre-se de que, de forma alguma, os nomes dos inadimplentes podem ser divulgados, seja em reuniões, emails ou listas.

É importante lembrar que o conselho fiscal deve atuar na verificação das contas apresentadas pelo síndico, nas reuniões ordinárias, mas também como órgão interno fiscalizador do controle de inadimplência. Afinal, não pode o gestor permitir que o percentual de devedores aumente, pois gera grande insegurança financeira e sensação de impunidade.

Em resumo, a atuação do síndico, conselho fiscal e condôminos para combate da inadimplência, deve formar uma gestão compartilhada, onde todos têm deveres e obrigações para manter as contas em dia e o condomínio solvente.

Vídeos relacionados

Saiba mais como cobrar inquilinos inadimplentes!

Morador inadimplente pode virar síndico?

Como o Novo CPC vai agilizar na cobrança de condomínio atrasado?

Ação Direta SPC e SERASA (Condomínio)

Gostou das dicas?

Aproveite e baixe o e-book completo com todas as dicas!

Baixar e-book

Baixar e-book completo
promoção